Ontem e hoje

Hoje continua sendo
um vislumbre melhorado
de ontem, e digo que esta vida
nunca viu tempos mais amenos
É por isso que escrevo,
é um caos que venho mantendo,
e temo, por isso
finjo que não vejo

Ontem foi uma
cópia piorada de hoje, mas esta vida
já presenciou horas mais violentas
É por isso que
nunca converso,
é o silêncio que venho preservando,
e eu gosto, por isso
me faço de muda
Nunca fui de chegar contando

Os dias anteriores
Os dias posteriores
Ontem e hoje
pertencem a uma estação estagnada
Por isso sempre escrevo,
por isso nunca converso

Eu sinto que ontem e hoje
são tudo o que mereço,
e dia após dia
vou me reinventando.

Publicado por Diana Cheng

Jornalista, 23 anos. Adora passar horas perdida na narrativa de um bom livro. Além de ler, também se arrisca em escrever textos aleatórios e poemas sentimentais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
<span>%d</span> blogueiros gostam disto: