5 livros que me deixaram confusa

Vez ou outra eu me deparo com histórias que parecem se desenvolver a um passo tão rápido que sinto que perdi alguma coisa no meio do caminho. São histórias que normalmente não fazem questão de trazer clareza ao leitor e correm o risco de ser tachadas de completamente geniais ou irritantemente confusas.

Devo ter lido algumas dezenas de livros que se encaixam nesta descrição, ainda que por trechos, e não pelo trabalho completo. No entanto, quando imaginei esta pauta, cinco títulos logo apareceram na minha mente. E é sobre eles que falarei.

1. Matadouro-Cinco, de Kurt Vonnegut

Parte de trás do livro Matadouro-Cinco

Até hoje não sei se entendi de verdade esse livro. Sei que a história tem a Segunda Guerra Mundial como contexto, mas essa informação eu tirei praticamente da sinopse.

Embora simples, a narrativa do autor não é nada óbvia. Soma-se a isso o elemento de ficção científica e está feito o “estrago”: um trabalhado difícil de compreender, com idas e vindas no tempo e frases que marcam o livro, porém, não se sabe exatamente o porquê.

No geral, foi uma leitura válida. Só não sei se entendi a mensagem que Kurt Vonnegut gostaria de passar. “É assim mesmo”. Ok, mas o que é?

2. Cidade da Penumbra, de Lolita Pille

O maior problema de Cidade da Penumbra é que ele é muito parado. Demora para acontecer alguma coisa, e devo confessar que a escrita é monótona a ponto de fazer largar o livro. Foi o que eu fiz, inclusive.

Quando dei uma segunda chance ao livro, não melhorou muita coisa. Acho que não prestei atenção aos acontecimentos, o que me fez chegar ao fim com uma sensação de ter concluído uma leitura, mas não a compreendido de fato.

3. Laranja Mecânica, de Anthony Burgess

A distopia de Anthony Burgess é a exceção da lista. Eu amo esse livro, mesmo tendo passado mal lendo as cenas violentas.

Eu o coloquei na lista porque, na minha primeira leitura, senti certa dificuldade de entender a história. Isso porque ela é escrita com um vocabulário inventado pelo próprio autor.

Fiquei tão perdida que fui anotando o significado de todas as palavras para que minha segunda leitura saísse mais fluida. Funcionou muito bem!

4. Pauliceia Desvairada, de Mário de Andrade

Ter entrado em contato com as principais obras de Mário de Andrade me trouxe coisas boas e ruins para que eu pudesse pensar sobre o impacto do escritor na minha vida literária. Do lado negativo, a leitura de Pauliceia Desvairada se destaca, com suas inúmeras referências elitistas e palavras formais.

Reconheço a importância dos poemas e acredito que os textos devem agradar uma parcela de leitores; para mim, no entanto, foi decepcionante. Senti muita dificuldade de entender a mensagem nos versos, o que me fez pensar que talvez não estivesse preparada para ler o clássico.

Sinopse de Welcome to Night Vale

5. Welcome to Night Vale, de Joseph Fink e Jeffrey Cranor

Sabe aquela história que, de tão ambiciosa, tem grandes chances de não entregar o que promete? Welcome to Night Vale é assim. Convencida pelo desconto (se não me engano, paguei dez reais), fiz a leitura sem conhecer o podcast que leva o mesmo nome do livro, o que pode ter atrapalhado meu entendimento sobre o desenrolar da trama.

Welcome to Night Vale é propositalmente estranho. Com isso, ele cai na própria armadilha que criou: o livro é esquisito mesmo, e de uma forma não muito convincente.

Os personagens parecem deslocados, a construção da narrativa não tem muita lógica e o fim peca pelas lacunas que aprofundam as desconexões da história.

Talvez fosse melhor ter começado pelo podcast mesmo…

Publicado por Diana Cheng

Jornalista, 23 anos. Adora passar horas perdida na narrativa de um bom livro. Além de ler, também se arrisca em escrever textos aleatórios e poemas sentimentais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
<span>%d</span> blogueiros gostam disto: