Três Sombras e o amor de um pai

A sensação de encontrar aleatoriamente uma história e gostar dela é… inexplicável. Mesmo quando se trata de uma HQ tão agridoce como Três Sombras

Assumindo um olhar sensível para falar sobre família e morte, Cyril Pedrosa entrega uma trama cativante e bem equilibrada de mistério, humor, carinho e reflexão. O melhor de tudo é que nada é oferecido logo de cara, tornando o desfecho, embora inevitável, um evento de partir o coração. 

O traço de Cyril Pedrosa se alterna entre o delicado e o grosseiro

Nessa HQ, acompanhamos a fuga de um pai e seu filho após três sombras aparecerem perto de onde moram. Eles percebem que essas figuras estão ali para buscar o menino Joachim, fato que o pai se recusa a aceitar. Com medo de ser alcançados, os dois partem em uma viagem cheia de perigos e situações inusitadas. Longe da calmaria do campo, a dupla se depara com um mundo totalmente diferente, reinado pela imoralidade, trapaça, desigualdade social e dominação. 

Ilustração de página inteira de Três Sombras

As primeiras páginas da HQ revelam pouco, mas já dão pistas da atmosfera da história. É muito interessante ver como Pedrosa cria a sensação de medo sem designar um monstro ou revelar a identidade dele. A HQ me fez pensar que tememos mais pelo que nos é desconhecido e ameaça a forma como enxergamos a vida. 

Eu me arrisco em dizer que Três Sombras aborda, pelo menos, boa parte das fases do luto. Aos poucos, vamos entendendo que existe algo mais profundo por trás da perseguição, o que não transforma a jornada menos dolorosa. Vemos a negação do pai, sentimos sua raiva e acompanhamos as tentativas de barganha. Todos esses estágios pavimentam o caminho que leva para a última etapa: a aceitação de que nada é eterno. 

Momentos finais da HQ

Por ser uma história em quadrinhos, não tenho como deixar de falar das ilustrações. Elas são lindas e mostram a versatilidade de Pedrosa, que consegue fazer os traços mais finos e delicados que poderíamos imaginar e criar ao mesmo tempo imagens mais “grotescas”, usando manchas e borrões.  

Essa HQ é uma ótima opção de leitura para quem está procurando por algo rápido e emocionante. É uma história muito bonita sobre sacrifício e amor de pai. Impossível não se sentir tocado no momento da despedida!

Momentos finais da HQ

Publicado por Diana Cheng

Jornalista, 23 anos. Adora passar horas perdida na narrativa de um bom livro. Além de ler, também se arrisca em escrever textos aleatórios e poemas sentimentais.

4 comentários em “Três Sombras e o amor de um pai

    1. Também gosto muito! Acho que existe certo receio em tratar destes assuntos. Uma coisinha pode ser mal interpretada e estragar toda a leitura… Por isso fiquei muito animada de indicar essa HQ, que é simplesmente encantadora 💖

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
<span>%d</span> blogueiros gostam disto: