5 livros que dão calafrios

Não sou chegada a histórias de terror. Nunca fui. Detesto os filmes do gênero porque sei que até o mais bobo deles consegue me atormentar por noites a fio.

Na minha estante, o terror continua perdendo. Acho que migrei parte do meu medo pelos filmes à literatura também. O que percebi, no entanto, é que consigo lidar melhor com o texto. O livro dá espaço para eu imaginar as coisas como quero. Se desejo que o hotel de O Iluminado vire um parque de diversões da Disney, basta forçar um pouco a mente e… pronto! Não é o Jack segurando o taco, mas o Mickey jogando confetes.

Brincadeiras à parte, devo dizer que estou procurando ampliar minha coleção de livros de terror e thrillers. Isso vem não apenas do sentimento de revolta que fui alimentando por cada assombração criada pelo cinema, mas de personagens brilhantes que abriram meus olhos para o potencial do susto e do medo.

Em comemoração ao Halloween, selecionei cinco livros para indicar hoje. Não são histórias necessariamente aterrorizantes, mas dão aquele frio na espinha.

1. O Iluminado, de Stephen King

Falando em O Iluminado, já abri a lista com ele. Não vi o filme – e nem pretendo –, mas a sinopse é bem interessante, e qualquer um dos formatos escolhido deve agradar.

Edição da Suma das Letras de O Iluminado

Gosto desse livro porque, embora Stephen King seja considerado o atual mestre do gênero, o terror em O Iluminado não é escancarado. Os efeitos do hotel são acima de tudo psicológicos, o que torna a narrativa bem mais interessante.

Meus momentos de medo são específicos. Confesso que a “pior” parte foi ler os recortes de jornal que Jack encontra, pois as informações são dadas aos poucos. Fiquei aflita, querendo correr com a história para descobrir os podres do hotel.

2. Carrie, de Stephen King

Mais uma do King. Há quem não goste desse livro, mas eu particularmente amo! Consegui assistir às adaptações e me divertir com elas.

Comparando com os filmes, o livro tem uma atmosfera mais sinistra que te envolve até você se ver preso naquele ambiente. Carrie me surpreendeu do início ao fim e, considerando que eu já sabia sobre os principais desdobramentos da história, vejo isso como uma vitória.

Das partes mais assustadoras? Nem preciso dizer que a mãe da Carrie é amedrontadora.

3. O Bebê de Rosemary, de Ira Levin

Esse livro é mais bizarro do que assustador, eu diria, mas é capaz de deixar qualquer um com a cabeça fervilhando depois da leitura.

O Bebê de Rosemary tem tanta informação que você não sabe se isso é bom ou ruim para a história. Eu particularmente gostei do desenvolvimento, pois dá para notar a tensão crescente conforme o livro caminha para o fim.

Índice de Drácula

4. Drácula, de Bram Stoker

Sou apaixonada por Drácula! Esse clássico me abriu os olhos para a figura vampiresca, que não tinha me chamado a atenção até o momento.

Fui terminar a leitura só na segunda tentativa. Drácula é um livro difícil por conter descrições em excesso. Para manter o ritmo, o livro requer um esforço adicional.

Quando você supera todas essas barreiras, a história começa a fluir. As cartas e os registros em cadernos parecem naturais, e a presença do vilão paira como um alerta de risco até mesmo fora das páginas. Drácula te deixa vigilante.

5. A Menina Submersa, de Caitlín R. Kiernan

A Menina Submersa, romance premiado de Caitlín R. Kiernan, não vai tirar o seu sono. Acho que o livro tem mais mistério do que qualquer coisa, embora as questões sem respostas do livro e as distorções psicológicas de Imp criem a atmosfera perfeita para o mês das bruxas.

Longe de ser uma leitura fácil, A Menina Submersa responderá suas dúvidas com mais dúvidas. Indico para quem gosta de um bom desafio.

Publicado por Diana Cheng

Jornalista, 23 anos. Adora passar horas perdida na narrativa de um bom livro. Além de ler, também se arrisca em escrever textos aleatórios e poemas sentimentais.

4 comentários em “5 livros que dão calafrios

  1. Só de ler o nome “Stephen King” já dá uns arrepios, os trailers e as sinopses já deixam a atmosfera carregada de tensão saushasuah Você colocaria também algum livro de serial killer na lista? O livro “O cirurgião” da Tess Gerritsen eu te juro que é péssimo pra ler de noite :v

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu SUPER colocaria um livro de serial killer! Posso não gostar de thrillers, mas consumo muito material sobre casos criminais reais. Acho que já ouvi falar de O Cirurgião. Vou procurar saber mais (mas não vou ler à noite, não hahahaha)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
<span>%d</span> blogueiros gostam disto: