9 livros para 2022

Não gosto de criar listas por um motivo óbvio: nunca consigo completá-las. Mas resolvi dar um voto de confiança a mim mesma em 2022 – afinal, por que não? 

Separei nove livros para um ano que, espero, seja memorável tanto em realizações pessoais quanto em leituras. A lista que elaborei servirá de lembrete para não desviar da minha meta ou esquecer de ler o que eu me propus a ler ao longo dos próximos meses.

Entre os livros separados, incluí alguns que comprei no último ano e estou tentando criar coragem para lê-los, pois são verdadeiros calhamaços. Outros ainda pretendo comprar – decidi colocá-los como prioridade nas minhas próximas compras – ou quero ler pelos autores (já está na hora de eu criar vergonha na cara e conhecer essas vozes brilhantes da literatura). 

Enfim, aqui vai minha modesta seleção:

1. O Conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas

Aproveitei uma promoção na Amazon e comprei o e-book desse grande clássico uns bons meses atrás.

Estou tendo dificuldade para encontrar um bom momento para começar o livro, já que meu ritmo de leitura está baixo, mas, honestamente, acho que não li nenhuma crítica ruim sobre O Conde de Monte Cristo.

Nada como um novo ano para perder o medo de começar um calhamaço – e um que tem boas chances de entrar para os favoritos.

2. O Amor nos Tempos do Cólera, de Gabriel García Márquez

Uma das minhas metas para 2022 é comprar mais livros do Gabo para ampliar minha coleção. Depois de Cem Anos de Solidão e Do Amor e Outros Demônios, a vontade de ler mais obras do autor aumentou significativamente.

Escolhi O Amor nos Tempos do Cólera por ser um dos livros mais marcantes do Gabo, mas não pretendo parar nele. Neste ano, quero dar atenção especial aos trabalhos do escritor colombiano.

3. Os Irmãos Karamázov, de Fiódor Dostoiévski

Essa foi uma das minhas compras de livro mais recentes, e não poderia estar mais realizada. Li poucos autores russos, mas minha experiência com as obras foi muito boa.

Dostoiévski desponta como um dos autores queridinhos de muita gente. Indo na onda do pessoal, acho que posso gostar muito d’Os Irmãos Karamázov. Torcendo para encontrar uma linguagem fácil e com bom ritmo de leitura.

4. Jane Eyre, de Charlotte Brontë

Estou há anos tentando encontrar um bom momento para comprar uma edição de Jane Eyre, mas sempre deixei passar para trás. Bom, não em 2022.

Sei que, entre as obras das irmãs Brontë, Jane Eyre é o favorito de muitas pessoas. Isso me deixa ainda mais curiosa para ler o clássico, já que sou completamente apaixonada por O Morro dos Ventos Uivantes.

5. Crônica do Pássaro de Corda, de Haruki Murakami

Outra meta para o ano é ler mais Haruki Murakami. Talvez ler até todos os livros dele. 

Comprei o e-book de Crônica do Pássaro de Corda e devo pegar para ler nos próximos meses. Adquiri recentemente pela Estante Virtual o Homens Sem Mulheres, que deve entrar para as próximas leituras também.

O autor está entre meus preferidos, então não pode faltar neste ano. Acho que vou até aproveitar a “temporada Murakami” e fazer um post ranqueando os livros dele em breve.

6. Mulheres, Mitos e Deusas, de Martha Robles

Tinha que aparecer um não ficção na lista. Ao longo do último ano, criei um desafio para mim mesma: sair da bolha literária que criei. Isso significa que estou dando mais chances a obras como Mulheres, Mitos e Deusas, que combina dois assuntos de que gosto muito – história e feminismo.

Comprei o e-book faz um bom tempo. Ele foi se perdendo na minha biblioteca virtual, e agora é a hora certa de resgatá-lo.

7. Kramp, de María José Ferrada

Sabe aquele livro pouco comentado que você encontra aleatoriamente enquanto navega sem propósito no site da Amazon? Kramp foi recomendado para mim enquanto lia a sinopse de outro livro. Desde que bati os olhos na capa, estou numa indecisão monstruosa: compro ou não compro?

Estou adiando essa aquisição porque o livro tem apenas 88 páginas e um preço salgado, mas estou certa de que terei minha edição logo mais.

8. Terra Estranha, de James Baldwin

Sem dúvida, James Baldwin é um dos autores que mais me deixam curiosa para conhecer. O que sempre me impede de comprar os livros dele é o preço (já perceberam que sou pão-dura?), mas decidi que deixarei de olhar para isso.

Incluí Terra Estranha na lista, mas quero ler todos os livros do autor. Tenho quase certeza de que se tornarão favoritos do ano.

9. O Mar Sem Estrelas, de Erin Morgenstern

Eu tinha que colocar uma fantasia, e esse livro gigantesco da Erin Morgenstern parece ser tudo aquilo que procuro em uma história do gênero: originalidade, com pistas intrigantes e mistérios que vão se revelando aos poucos.

Nos últimos anos, acabei me afastando um pouco da literatura fantástica, mas é uma vontade minha voltar a ler esses livros, que me abraçaram no início da minha jornada como leitora.

Publicado por Diana Cheng

Jornalista, 24 anos. Adora passar horas perdida na narrativa de um bom livro. Além de ler, também se arrisca em escrever textos aleatórios e poemas sentimentais.

6 comentários em “9 livros para 2022

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: